Eventos da Fatec Jales, I Jornada Acadêmica, Científica e Tecnológica (v.1, n.1, 2018)

Tamanho da fonte: 
ESTIMATIVAS DE CUSTOS E LUCRATIVIDADE DA PRODUÇÃO DE LARANJA IRRIGADA EM PROPRIEDADE RURAL NO MUNICÍPIO DE SANTA SALETE, ESTADO DE SÃO PAULO: ESTUDO DE CASO
Carlos Aparecido Zarpelão, Osmair Alves, Edy Carlos Santos de Lima

Última alteração: 2019-02-24

Resumo


A citricultura brasileira é considerada a maior do mundo e o estado de São Paulo é o maior produtor, consequentemente é um importante setor econômico para o agronegócio brasileiro. O presente estudo foi realizado em uma propriedade no município de Santa Salete, localizado na região Noroeste Paulista, denominada Estância Nossa Senhora Aparecida, com 50,4 hectares de terras, do qual em 12 hectares é produzido Laranja Pera Rio. Os dados demostram que a cultura da laranja irrigada apresentou uma produtividade de 1.883,75 caixas por hectare, trazendo para o produtor uma boa lucratividade, a receita líquida por hectare foi de R$ 8.674,80. Acredita-se que essa produtividade acima da produção média nacional, foi em decorrência da irrigação realizada no pomar, das novas tecnologias e do manejo adequado.